darwin2Charles Darwin – naturalista britânico, publicou a Teoria da Evolução das Espécies

O Brasil fez parte do roteiro da viagem de quatro anos e nove meses, ao redor do mundo, empreendida pelo jovem Charles Robert Darwin (nasceu em 12/02/1809 e morreu em 19/04/1882) a bordo do navio Beagle, na década de 30 do século XIX. Esteve em Fernando de Noronha, Salvador e algumas cidades do Estado do Rio de Janeiro. Soube como alguns poucos privilegiados naturalistas descrever a paisagem, os costumes e a diversidade natural dos lugares por onde passou.

Vivência das Coisas

Os anos passam e nem tudo muda

TRADUTOR (Não é perfeito, mas ajuda)

19 de Abril de 1832, ao retornar ao Rio de Janeiro após visita à região de Cabo Frio

“No terceiro dia, tomamos outra estrada e passamos por um vilarejo alegre chamado Madre de Deus. Essa é uma das principais estradas do Brasil, entretanto se encontra em tão mau estado que nenhum veículo de rodas, a não ser o ruidoso carro de bois, pode transitar por ela. Em todo o nosso percurso, nunca atravessamos uma ponte sequer que fosse de pedra, e as feitas de madeira, que frequentemente encontrávamos, estavam em condições precárias que precisávamos dar a volta a fim de evitá-las. Não se pode ter certeza de nenhuma distância. Em muitos pontos da estrada, em lugar de um marco milhar se vê uma cruz, indicando um local onde se derramou sangue humano.”

DARWIN, Charles. Viagem de um Naturalista ao Redor do Mundo – Volume I. Tradução de Pedro Gonzaga. Porto Alegre: L&PM, 2014. 272p.

Abril de 1832, em visita à Floresta da Tijuca

“Acompanhava-nos o filho de um fazendeiro vizinho – bom exemplar de jovem nativo brasileiro. Ele vestia camisa e calças velhas, rasgadas, e vinha com a cabeça descoberta. Carregava uma espingarda antiquada e facão. O hábito de carregar uma faca é universal. E é quase um bem necessário ao se entrar no mato, por causa do cipó. A frequente ocorrência de assassinatos pode, em parte, ser atribuída a isso. Os brasileiros são tão destros na faca que são capazes de atirá-la com ótima pontaria a alguma distância, e com força suficiente para causar um ferimento mortal. Vi diversos meninos que praticavam a arte como meio de diversão, e, pela habilidade com que acertavam o alvo, um pau vertical, muito prometiam em caso de empreendimentos mais sérios. ”

DARWIN, Charles. Viagem de um Naturalista ao Redor do Mundo – Volume I. Tradução de Pedro Gonzaga. Porto Alegre: L&PM, 2014. 272p.

TRAJETO DA VIAGEM DE DARWIN AO REDOR DO MUNDO

“Em 1831, o naturalista britânico Charles Darwin (1809-1882), com apenas 22 anos, embarcou no navio Beagle para participar de uma expedição que duraria até 1833. A jornada acabou estendendo-se por cinco anos e, conforme as palavras do próprio Darwin, “determinou toda a minha carreira”. Foi enquanto colecionava espécimes em terras pouco exploradas que ele começou a formular as ideias que culminaram em A Origem das Espécies, seu principal livro e divisor de águas no modo do ser humano considerar a própria existência.”

Fonte: DARWIN, Charles. Viagem de um Naturalista ao Redor do Mundo – Volume I. Tradução de Pedro Gonzaga. Porto Alegre: L&PM, 2014. 272p.

Nota: trajeto no mapa ao lado ainda incompleto, será terminado com o tempo


    comments powered by Disqus
    © VAQUEANO 2013-2014 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS