RPPN SANTUÁRIO DO CARAÇA

Reserva Particular do Patrimônio Natural Santuário do Caraça é uma unidade de conservação com 12.403 hectares, localizada entre os municípios de Catas Altas e Santa Bárbara, em Minas Gerais. O local guarda um patrimônio histórico, cultural, arquitetônico e natural singulares. Poucos lugares conseguem reunir tanta diversidade e atender a tantos públicos diferentes. Picos, cachoeiras, trilhas, grutas, além da experiência de conviver com um lugar que, mesmo com todos os avanços da modernidade, parece se manter parado no tempo.

A história do Santuário do Caraça teve início no século XVIII, com a fundação, em 1774, da ermida dedicada a Nossa Senhora Mãe dos Homens e São Francisco das Chagas. Em 1820 os padres da Congregação da Missão receberam a concessão de Dom João VI para que construíssem no local um hospício para residência de missionários ou um seminário para meninos, “onde pudessem aprender as primeiras letras”. O Colégio e Seminário Caraça alcançou grande destaque em Minas Gerais e no Brasil, ordenando centenas de padres e tendo como alunos diversas personalidades, principalmente da política, como governadores e presidentes. O Colégio funcionou até o ano de 1912, mantendo-se em funcionamento apenas o Seminário dos Padres Vicentinos. Em 1955 o Santuário do Caraça foi tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional pelo órgão SPHAN, correspondente hoje ao IPHAN. A partir de 1976, com o asfaltamento do acesso principal, um número maior de pessoas começou a frequentar o lugar, tanto peregrinos, como visitantes em busca dos atrativos naturais. Visando resguardar o patrimônio histórico, cultural e natural do Santuário do Caraça, a partir de 1982 começaram a surgir as iniciativas de conservação da área. Primeiro com a proposta de criação, em 1985, de um Parque Natural, depois em 1989, a declaração da Serra do Caraça como monumento natural e, em 1994, com a criação da Reserva Particular do Patrimônio Natural Santuário do Caraça. Fonte: Plano de Manejo RPPN Santuário do Caraça

Como Chegar

A RPPN Santuário do Caraça está localizada a cerca de 120 km de Belo Horizonte. O acesso é feito por rodovia (AMG-1225) entre as sedes dos municípios de Barão de Cocais e Santa Bárbara. O visitante pode utilizar a BR-381 ou a rodovia MG-129 a partir de Mariana e Ouro Preto, passando por Catas Altas. Existem ainda várias estradas não pavimentadas que atravessam a região. Não existe transporte público para o local. Uma possibilidade para quem não está em veículo próprio é contratar o serviço de taxi em Barão de Cocais ou Santa Bárbara. Uma opção interessante, mas que exige o taxi, é utilizar o transporte ferroviário, a partir de Belo Horizonte ou Vitória, descendo na estação Dois Irmãos, em Barão de Cocais. A portaria está a 13km do Santuário Nossa Senhora Mãe dos Homens, onde se encontra a estrutura de recepção aos visitantes, em estrada asfaltada, bem conservada, mas bastante sinuosa. O uso de bicicletas está restrito à estrada asfaltada, não podendo ser utilizada nas demais vias. GERAR ROTA / HORÁRIOS DE ÔNIBUS

Serviços

A RPPN conta com estrutura de recepção, centro de visitantes, hospedagem, restaurante, lanchonete, lojinha, além de museu, biblioteca, igreja, claustro, catacumbas e outros lugares que podem ser visitados. As trilhas com percurso até 6km são sinalizadas (apenas em parte). As trilhas mais longas, até os picos, por exemplo, não são sinalizadas e demandam o acompanhamento de um condutor credenciado pelo Santuário. É possível caminhar poucos metros até um córrego ou caminhar durante um dia inteiro até picos e cachoeiras. É conveniente fazer reservas para hospedagem e alimentação a partir do site. Os serviços de comunicação melhoraram muito, já sendo possível ter acesso a sinal de telefonia celular. O uso de cartão crédito também já está disponível. Barão de Cocais e Santa Bárbara são as cidades mais próximas com algumas infraestrutura de serviços de apoio.

Melhor Época

O Santuário do Caraça, por sua localização e características de relevo, apresenta um microclima, ou seja, um ambiente com características particulares em relação às regiões vizinhas. O período seco vai de abril a outubro e as temperaturas mínimas acontecem em junho e julho. É comum o dia amanhecer com tempo fechado, muita neblina, e abrir um Sol forte ao longo da manhã e tarde. Vale lembrar  que a estrutura de recepção e hospedagem dos visitantes está a cerca de 1200 metros de altitude e alguns picos encontram-se acima dos 2000 metros, podendo haver uma variação térmica expressiva entre os dois ambientes.

- Todos os Dias – 08:00 às 17:00h – Os horários das refeições são bem rigorosos, esteja atento(a) – Visitas ao centro histórico em grupos com mais de 10 pessoas devem ser agendadas com antecedência – Trilhas até 6km não exigem acompanhamento de monitores credenciados, caminhadas até os picos devem ter o acompanhamento de monitores que são contratados pelo visitante
- Entrada Portaria = R$10,00 – A taxa de visitação é paga na Recepção até as 16:00h – Diária Hospedagem = verificar tarifário no site *Tarifas de março/2014 – Crianças até 6 anos de idade não pagam
RPPN Santuário do Caraça – (31) 3837-2698 / 3837-1939 – pousadadocaraca@gmail.com – www.santuariodocaraca.com.br

Arraste o mouse sobre a imagem para movimentá-la em outras direções

Para Enriquecer sua Experiência

FotoSketcher - perfil_caraca
O NOME CARAÇA – Existem ao menos duas explicações para o significado do nome Caraça, dado ao Santuário. O primeiro deles, mais utilizado, está associado ao formato de um perfil de rosto humano que pode ser observado na montanha, entre os picos do Sol e Inficcionado. A segunda explicação remete ao significado da palavra Caraça que, em tupi-guarani, significaria desfiladeiro ou bocaina, o que remete para as características do relevo observado no entorno do Santuário. Ambas as explicações são citadas historicamente, sendo a primeira por Dom Pedro II, em seu diário (11-13 de abril de 1881), e a segunda por Auguste de Saint-Hilaire (1816).
LOBO-GUARÁ – A possibilidade de observar o lobo-guará nas madrugadas do Santuário do Caraça atrai muitos visitantes ao lugar. Diariamente são colocadas carnes e frutas em uma bandeja, no adro da igreja, a partir das 19:30h. Os visitantes hospedados se reúnem no lugar e os mais pacientes acabam conseguindo registrar o momento. Para quem gosta deste tipo de “evento” é uma opção interessante. Mas vale destacar que o Santuário do Caraça reserva experiências mais valiosas que a observação de um animal silvestre sendo alimentado pelo ser humano.
FotoSketcher - santuario_caraca
IGREJA DE NOSSA SENHORA MÃE DOS HOMENS - o conjunto arquitetônico começou a ser edificado durante o período de grande exploração do ouro na região, tendo como companheiros de mesmo período o Recolhimento de Macaúbas, o Santuário do Bom Jesus de Matozinhos de Congonhas e a ermida de Nossa Senhora da Piedade. O irmão Lourenço de Nossa Senhora foi quem idealizou a construção da Irmandade de Nossa Senhora Mãe dos Homens e deu início às obras a partir de 1774. Irmão Lourenço morreu em 1819, mas antes disso doou em testamento todo o patrimônio à coroa portuguesa. Em 1820 chegaram ao Caraça os padres lazaristas portugueses da Congregação da Missão, enviados para realizar a obra educativa idealizada pelo irmão Lourenço. Os padres Leandro Rebello Peixoto e Castro e Antônio Ferreira Viçoso fundaram no mesmo ano o colégio, inaugurando a fase portuguesa da administração do Caraça (1820/1824). Já em 1824 o imperador Pedro I conferiu o título imperial à Casa, que se tornaria um importante centro de educação e cultura da Província, crescendo rapidamente em número de alunos e nas melhorias de suas instalações. A atual igreja dedicada à Nossa Senhora Mãe dos Homens foi construída entre os anos de 1876 e 1883, sendo considerada o primeiro exemplar de arquitetura neogótica religiosa no Brasil. A construção, ao mesmo tempo que ofereceu mais espaço a alunos e residentes, comprometeu o acervo colonial do Caraça ao demolir a capela erguida pelo irmão Lourenço.

Banho do Belchior

banho_belchior1

Corredeiras Taboões

tabooes3

Pinheiros

pinheiros1

Cachoeira da Bocaina

cachoeira_bocaina4

Capelinha

capelinha_caraca1

Mirante da Piscina

mirante_piscina1

Campo de Fora

campo_fora2

Cachoeira Cascatinha

santuario_caraca1

Prainha

prainha1

Tanque Grande

tanque_grande1

Gruta de Lourdes

gruta_lourdes1

Cachoeira Cascatona

cach_cascatona2
Tempo Catas Altas
comments powered by Disqus